sábado, 12 de abril de 2008

aqui, mais um poeta...

Este é mais um desconhecido poeta, que ainda não teve a oportunidade de ver sua obra literária publicada. Com seu estilo próprio e peculiar coloca toda sensibilidade de poeta em seus escritos na forma de sonetos, poemas, crônicas e contos.
Carlinhos Medeiros, poeta, músico, cantor e compositor, dono de uma privilegiada voz e de enorme talento. Entretanto, desconhecido do grande público, vive num desses recantos do Brasil, numa cidadezinha do interior do Ceará, no nordeste brasileiro.
Eu particularmente, sou fã número um do seu trabalho, e vou postar aqui algumas de suas poesias.



Teu sorriso alento

Nada vale mais em mim, do que o teu sorriso alento
ao despertar, depois do sono ansioso
em meio às perseguições de um passado vivo
em nervos à flor da pele, como um zumbi perdido
não consigo me entristecer além de meros sonhos

Nada é mais reparador em mim, do que o teu sorriso alento
e nele vejo-te tão suprema, a esperança
a última que se perdeu, e que tanto tanto
reluta habitar-me o peito – a sua eterna morada
um minuto apenas de descanso
querer dormir assim, sem hora para acordar
Enfim, sem fim...

.....................................................

Nove luas

Encontrei-te de uma forma casual,
com o brilho das safiras que cintilam
nas estrelas, acanhadas que desfilam
tua alma de beleza original

Veio a lua vaidosa confirmar
que você era fruto do amor
entre ela e o sol quase a se pôr
numa noite, namorando junto ao mar

E depois de passado nove luas
entre nuvens e marolas quase nuas
saborosamente branca, a luz nasceu

Teu sorriso, tua pele, tua alma
brilham mais do que a própria estrela d’alva
recompensa dessa dor que Deus me deu.

...........................................................

A fotografia

Quando me sinto perdido,
julgado culpado, ofendido,
olho a fotografia
e me recordo o tempo que não se foi.

Sol, sorrisos,
e os verdes campos tão floridos.
Vida extensão da vida aonde
brilham as três marias,
tão lindas e saudáveis,
saudosas felizes paisagens.

E você vendo crescê-las,
bem enquadrada,
brilho, contraste, luz,
em cores perfeitas.

Todos os personagens continuam lá
congelados no tempo,
testemunhando em meu favor,
meu amor,
meu sacrifício.

Mas eu sai desfocado,
perdido, arranhado
na fotografia.
do outro lado da máquina
fria, vazia.

......................................................

Obrigado, meu amigo

Pela amizade que a mim devotas,
por meus valores que você aumenta,
por meus defeitos que você nem nota,
por minha fé que você alimenta.

Por esta paz que nós nos transmitimos,
pelo silêncio que diz quase tudo,
por este pão de amor que repartimos,
por este olhar que me reprova, mudo.

Pela pureza dos seus sentimentos,
pela presença que em todos os momentos
se faz presente mesmo estando ausente,

Por ficar triste quando estou tristonho,
por rir comigo quando estou risonho,
por ser feliz quando me vê contente.

.....................................................

Monsões

Sopra forte o teu vento norte
nas ruas tortas, velhos casarões
sopra tua brisa me trazendo a sorte
notícias dessas terras das monsões

Tua cuviana se traduz: lamento
um grito ao mar, pedido de socorro
teus manguezais, carnaubais e morros
já não suportam mais o sofrimento

Foste tu, terra dos charqueados,
tuas histórias, pastoris, reizados
os teus poetas, médicos e loucos

Como esquecer do rio que te corta
com seu gemido quase não suporta
os seus algozes a matar-lhe aos poucos.

Carlinhos Medeiros

10 comentários:

  1. explendido poeta o que nos dás a conhecer e muito boas poesias para nos alegrar o dia

    beijos e obrigado

    ResponderExcluir
  2. Izelda, estou cada vez mais convertida aos poetas brasileiros... e africanos.
    Carinhos Medeiros também conheço "por alto", mas vou lá.

    Izelda tenho uma surpresa para ti... vais gostar.

    E A CULPA È TODA TUA

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Izelda,
    Hoje o blog é uma nova janela onde podemos debruçados apreciar os poetas que ontem viviam no anonimato.
    Carlinhos Medeiros tem uma maneira bem singular de escrever, tanto em prosa como em versos.
    E você, admiradora da cultura se sai muito bem divulgando o que deve ser visto e reconhecido.
    Dalinha Catunda

    ResponderExcluir
  4. Eu não disse que ia? Fui e já voltei ahahahahah!

    O gentes, não é justo, meu amigo Ludo não me deixou comentar o Zeca, lá no blog dele. imagina eu correndo atrás do rómério e venho parar ao Carlinhos Medeiros ( a Izelda tem um poema seu lá no blog dela, que eu vi, hoje).
    Como era pouco encontrei todos juntos de uma vez, o Romério, a Izelda, do Corrego da Areia, A Maria Faia do Querubim Peregrino, e a minha grande amiga Maria Mamede do Xangrilah ... e o Carlinhos Medeiros!!!!!

    Quam quiser ter uma surpresa pode dar uma saltada lá a casa e vai encontrar pessoal da casa eheheh!

    Um grande abraço
    Amei encontrar vocês


    Meg

    Posso linkar você, Carlinhos?... ahahahaha!!


    Não me chame de louca, Izelda!!!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Aos amigos comunico que, inesperadamente,
    fui obrigada a mudar de residência.
    Espero-vos a partir de agora em
    Peço desculpa pela forma como o faço
    mas se trata de uma emergência que
    espero seja a última.
    Aproveito para mandar um abraço do
    vosso Amigo Romério para todos


    E a Meg espera-vos aqui a partir de agora

    http://recalcitrantemor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. romério rômulo17 abril, 2008 23:42

    izelda:
    isto!o carlinhos tem de entrar na roda.
    um abraço grande.
    romério

    ResponderExcluir
  7. Izelda,
    hoje tive de vir visitar todos os meus amigos para agradecer o apoio que me deram neste ultimos dias.
    Sem
    esse apoio eu teria desistido.
    Mas estou aqui.
    Não esquece mudar o link para

    recalcitrantemor.blogspot.com,

    senão não vai me encontrar.

    Um abraço de gratidão

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pela partilha.
    Feliz semana.

    ResponderExcluir
  9. Estas poesias são demais, eu adicionei você nos meus favoritos. E hoje amei vir visita-la.Estas poesias....
    Fiz postagem nova, se tiver tempo apareça por lá, seu comentário é importante para mim.Um beijo
    marthacorreaonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Prezada Izelda, primeiramente gostaria de elogiar seu blog, muito bom! Será que você poderia colocar dentre os seus links o meu blog Cultura Nordestina: http://culturanordestina.blogspot.com/? Trata-se de um blog voltado a divulgar os mais variados aspectos de nossa cultura popular nordestina e brasileira. Parabéns pelo trabalho!
    Grande abraço,

    ResponderExcluir

 

blogger templates | Make Money Online

Clicky Web Analytics