terça-feira, 2 de março de 2010

Um poema para a liberdade


Liberdade


A liberdade é o meu clarim de guerra
e eu sou, no meu viver amplo e sem véus,
como os caminhos soltos pela terra,
como os pássaros livres pelos céus.


Ela é o sol dos caminhos ! Ela é o ar
que os enche os pulmões, é o movimento,
traz num corpo irrequieto como o mar
uma alma errante e boêmia como o vento.


Minha crença, meu Deus, minha bandeira,
razão mesma de ser do meu destino,
há de ser a palavra derradeira
que há de aflorar-me aos lábios como um hino.


Liberdade: Alavanca de montanhas!
Aureolada de louros ou de espinhos
há de cingir-me a fronte nas campanhas,
há de ferir-me os pés pelos caminhos.


Sinto-a viva em meu sangue palpitando
seja utopia ou seja ideal, - que importa?
Quero viver por esse ideal lutando,
quero morrer se essa utopia é morta !


(Poesia de JG de Araújo Jorge
do livro O Canto da Terra – 1945)

---


9 comentários:

  1. Oi amiga,
    Lindo poema, bela tradução do seu bom gosto.
    Parabéns pelo dia internacional da Mulher e felicidades sempre, pois todo dia é nosso dia.
    Beijos,
    Dalinha

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do poema, até porque ser livre é amelhor coisa do mundo.

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. sou o poeta nunes de Estância-SE, achei vc muito simpática, gostaria de mandar alguns poemas, responda,ak, abraços...

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem?

    Um abraço saudoso.

    ResponderExcluir
  5. A mídia fala em Bruno
    Eliza e gravidez
    Flamengo, orgia e fumo
    -esta é a bola da vez!-
    Tem muito 'especialista'
    Em busca de alguma pista
    Pra ser o herói do mês

    E a história se repetindo
    Mudando apenas o nome
    Outra mulher sucumbindo
    Sob ameaça dum homem
    Uma vida abreviada
    Cuja morte anunciada
    A estatística consome
    (...)

    Leia mais em www.cordelirando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Izelda...

    Desculpe a demora em retornar pra agradecer sua visitinha no meu(nosso)cantinho.

    Muito bom gosto sua escolha.
    Tive o privilégio de conhecer os trabalhos do J.G ainda na adolescencia, e um poema dele ficou CRAVADO em minha memória de cor.

    SE

    Se eu pudesse parar a minha vida
    E dar a eternidade um só momento
    Se eu não tivesse meu destino preso
    ao destino das coisas no espaço...

    Se eu pudesse destruir todas a leis
    E dentro do Universo que se move
    parar meu mundo...

    Haveria de escolher este segundo
    Em que vc estivesse nos meus braços.

    [J.G.de Araujo Jorge]


    Imagina o que pra uma dolescente já tão sensível como hj ler algo tão forte?
    Me apaixonei por ele desde então.

    Bom...deixa eu ir que sinto minha metralhadora começando a disparar...rs

    Fique com DEUS, estou com ELE.

    Bjus meus

    ResponderExcluir
  7. Querida e gentil amiga Izelda.

    Passando para conferir as mensagens e deixar esta, O NATAL NOS FALA DE ESPERANÇA, do Pe. Zeca, desejando para vc e todos os seus familiares os meus carinhosos votos de um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
    Peço que aceites o meu fraternal abraço.

    "Quando chegar o Natal e, na tua casa ou nalguma igreja, puderes contemplar um presépio, certamente descobrirás que o Natal é uma festa que celebra a esperança.

    E a esperança é uma força ativa, em nós, que nos permite vencer o desânimo e acreditar que a vida e o mundo têm futuro.

    Ali no presépio, Deus nos oferece uma lição: poderia ter desanimado e desistido de salvar a humanidade; poderia ter deixado de acreditar no ser humano; poderia ter escolhido um caminho mais fácil para fazer seu Filho vir ao mundo.

    Mas Deus preferiu identificar-se com o ser humano, amando-o apaixonadamente a ponto de assumi-lo, correndo por ele as dores de todos os riscos e o risco de todas as dores.

    O Deus da esperança sabia e sabe que o amor podia e pode vencer, sempre.
    Quando chegar o Natal, reabastece o teu coração de esperança, para que todas as tuas lutas tenham sentido.

    Lembra-te: alimentar a esperança é assegurar a possibilidade de renascer em cada Natal que a fé nos convida a celebrar"

    ResponderExcluir
  8. Olá Izelda!
    Com renovado prazer retorno à tua bela página para conferir os mais belos poemas e mensagens que tanto me encantam.
    Em uma das estrofes do Hino do Maranhão, o meu querido Estado, o poeta Barbosa de Godóis escreveu: "A LIBERDADE É O SOL QUE NOS DÁ VIDA".
    Um brinde, pois à boa poesia e à liberdade.
    Deixo com vc a letra da belíssima canção Voa minha liberdade, interpretada pelo saudoso Jessé.

    Voa, voa minha liberdade
    Entra se eu servir como morada
    Deixa eu voar na sua altura
    Agarrado na cintura
    Da eterna namorada

    Voa feito um sonho desvairado
    Desses que a gente sonha acordado
    Voa, coração esvoaçante
    Feito um pássaro gigante
    Contra os ventos do pecado

    Voa nas manhãs ensolaradas
    Entra, faz verdade esta ilusão

    Voa no estalo do meu grito
    Quero ser teu infinito
    Neste azul sem dimensão
    Voa...

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir

 

blogger templates | Make Money Online

Clicky Web Analytics